A Tribuna News

Ocorreu um erro ao tentar exibir a apresentação multimida.
07/02/2013 13h29

Inveja no ambiente de trabalho causa conflitos dentro da empresa

Esse sentimento é um dos maiores causadores de conflitos dentro da empresa. Saiba como evitá-lo para melhorar o clima na equipe

 

Segundo o dicionário, a inveja é a sensação ou vontade de possuir o que pertence a outra pessoa. No cristianismo, esse sentimento está entre os sete pecados capitais, pois o invejoso seria a pessoa que ignora suas próprias bênçãos cobiçando o que é do próximo. Na história, inclusive, muitas conspirações e mortes foram motivadas pela inveja. José do Egito, por exemplo, foi vendido pelos irmãos por ser o filho preferido de Jacó.

Personagens invejosos também estão presentes no cinema e nas telenovelas. Ficção ou realidade, o fato é que a inveja está em todos ambientes, inclusive no dia a dia do mundo corporativo. No mercado de trabalho, o colega invejoso pode contaminar o ambiente, desmotivar as pessoas e dificultar a convivência em equipe.

Para o presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Sebastião Luiz de Mello, pessoas com esse perfil podem se comportar de diferentes formas. Ele explica que há invejosos que são mais contidos. “São aqueles que invejam a prosperidade alheia, mas não fazem nada que possa atrapalhar terceiros”, diz. Contudo, o tipo mais comum e altamente prejudicial para a empresa é o do invejoso que faz de tudo para prejudicar o colega invejado. “É aquele que faz fofoca, intrigas e cria um clima ruim com a intenção de ‘puxar o tapete’ do outro”, conta Sebastião Mello.

Como identificar os invejosos – Não é tarefa tão simples saber quem são as pessoas invejosas dentro da empresa. De acordo com Sebastião, inicialmente elas agem de forma muito sutil. “Na frente parecem bons amigos, mas ao dar as costas falam mal dos colegas”, conta o presidente do CFA.

O presidente do CFA diz, ainda, que os invejosos não perdem oportunidade para diminuir o trabalho do colega. Eles não elogiam e nem parabenizam o outro por alguma conquista, mas quando elogiam não são sinceros. Além disso, não poupam esforços para alfinetar o colega. “Se ele ainda não chegou, ele, sutilmente, pergunta ao chefe onde a pessoa está e por qual razão está fora do local de trabalho querendo passar a impressão de que o colega é atrasado, enquanto ele é pontual e assíduo”, exemplifica.

Proteja-se – Nenhum ambiente de trabalho está imune aos profissionais que, motivados pela inveja, sabotam seus colegas de trabalho. Sebastião explica que, para se proteger dessas pessoas, o primeiro passo é procurar não alimentar o sentimento dessas pessoas. “Sempre digo a minha equipe não ligar para essas coisas e seguir em frente. Quem dá muita atenção às fofocas e às atitudes do invejoso está de certa forma contribuindo para que o problema cresça”, conta.

Além disso, é recomendado evitar a superexposição. Compartilhar projetos pessoais e profissionais, falar demais sobre a vida íntima e não guardar segredos são alguns fatores que podem ajudar o invejoso a criar obstáculos contra a pessoa dentro da empresa.

O papel do líder – Uma dose de competitividade no ambiente de trabalho é até saudável. Mas, para que ela tenha efeito positivo na empresa, o líder ou o chefe precisa gerenciar os conflitos entre seus colaboradores. Percebendo que há invejosos que estão prejudicando o clima dentro do grupo, ele precisa intervir e buscar uma mudança de postura dentro da equipe. “Já vi casos em que o chefe faz vista grossa para esse tipo de situação, o que considero errado. O verdadeiro líder é atento a sua equipe e buscar intermediar conflitos, buscando o bem-estar de todos”, conta Sebastião Mello.

Copyright 2011 © A TribunaNews - Todos os direitos reservados.

Os textos aqui publicados são livres para utilização, desde que citada a fonte.

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.


Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet