20/03/2017 18h38

Caminhada fará alerta sobre a violência contra as mulheres

A Caminhada da Mulher Brasileira, no dia 28 de abril, está incluída no programa Justiça pela Paz em Casa

 
CG Notícias

A Prefeitura de Campo Grande dará apoio à Caminhada da Paz, a ser realizada no dia 28 próximo. A garantia foi dada durante reunião, na manhã desta segunda-feira (20), no gabinete do prefeito Marquinhos Trad, da qual participaram a subsecretária de Políticas para as Mulheres, Carla Stephanini, a juíza da 3ª Vara da Violência Doméstica e coordenadora estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, Jacqueline Machado para definir tratativas em relação ao evento.

O prefeito destacou a importância do evento para Campo Grande. "Vamos nos empenhar para organizar este evento que visa à proteção das mulheres. A prefeitura está à disposição do Juizado da 3ª vara. Todas as secretaria participarão desta manifestação, principalmente a Subsecretaria das Mulheres".

A Caminhada da Mulher Brasileira, no dia 28 de abril, está incluída no programa Justiça pela Paz em Casa. O evento será realizado em parceria com diversos órgãos públicos e entidades. É uma forma de conclamar toda a sociedade no enfrentamento à impunidade e à violência contra a mulher. Na primeira edição cerca de mil pessoas participaram.

A caminhada será realizada nas principais ruas da região central de Campo Grande, um carro de som auxiliará na propagação da mensagem ao público. Os integrantes da caminhada distribuirão panfletos explicativos pelas ruas por onde passarem para transeuntes, motoristas e pontos comerciais e residências.

Para a subsecretária de Políticas para as Mulheres, Carla Stephanini, a Caminhada da Paz tem a finalidade de chamar a atenção para a violência contra as mulheres. "Esta caminhada não se restringe somente ao mês de março, mas para o ano todo. "Eu cumprimento a juíza da 3ª vara, Jacqueline Machado e o presidente do Tribunal de Justiça de MS, o desembargador Divoncir Schreiner, por terem incorporado ações com o propósito de alertar para a violência contra as mulheres".

De acordo juíza da 3ª Vara da Violência Doméstica e Coordenadora Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, Jacqueline Machado a caminhada é para chamar a atenção da sociedade sobre a violência doméstica contra as mulheres. "Vamos chamar a atenção pelo alto índice de violência contra as mulheres e trabalhar para que todos tenham direitos e igualdade de gêneros".

CG Notícias