Prefeito assina convênio para construção de estrutura permanente da Cidade do Na

09/12/2018 08h24
CG Notícias CG Notícias

O prefeito Marquinhos Trad assinou, durante a inauguração da Cidade do Natal, um convênio com a Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) para liberação de R$ 2,5 milhões destinados a revitalização da Cidade do Natal. Será construída uma estrutura permanente de quiosques, com configuração arquitetônica característica de Campo Grande, palco para shows e eventos artísticos, instalações sanitárias, infraestrutura de drenagem e área coberta.

Serão edificações de alvenaria que não precisão ser refeitas todos os anos neste período de festas natalinas e passagem do ano novo. O espaço poderá ser utilizado o ano inteiro. Com a nova Cidade do Natal, será aberta licitação para a iniciativa privada explorar a estrutura, em regime de concessão, provavelmente, com algum empreendimento na área de alimentação e entretenimento.

A empresa concessionária vai pagar um aluguel, que será dividido entre Prefeitura e o Governo do Estado, dono da área que integra o complexo do Parque das Nações Indígenas. Uma das cláusulas que certamente constará do contrato será a que definirá o calendário de datas quando o espaço ficará disponível para os eventos promovidos pela Prefeitura, como este do período de Natal e Ano Novo. Nos anos de Copa do Mundo, o espaço continuará sendo o local de instalação de telões e concentração da torcida.

A parceria com a iniciativa privada vai desonerar o município do custo da manutenção da estrutura, que precisa de ocupação permanente com eventos, para não se tornar alvo de vandalismo. "É uma região da cidade com vocação turística; dentro de um parque, vizinho a áreas de preservação ambiental, o Parque do Prosa e o Parque dos Poderes", ressaltou

A Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos já está preparando o edital para licitar os projetos executivos das instalações elétricas, hidráulicas, acessibilidade, segurança e prevenção de incêndio, além do desenvolvimento da concepção arquitetônica.

"Reformamos o projeto, fomos atrás do ministro Carlos Marun, que nos ajudou muito, e conseguimos empenhar quase R$ 2,5 milhões. Vai ser um sonho realizado e um presente para todos os campo-grandenses", finalizou o superintendente da Sudeco, Marcos Derzi.

CG Notícias

 

Envie seu Comentário