Brasil de todos

07/10/2018 08h32
Pixabay Pixabay

Erga a inflamada Bandeira,

Nesta terra alvissareira.

De onde mana leite e mel,

Como centelhas do Céu.


São terras promissoras,

De pujança, detentoras.

Sol que brilha forte,

És símbolo de poder e sorte!


Oceanos misteriosos,

Profundos, majestosos!

Interage em seus contornos,

Nasceste coberto de adornos!


Florestas mais parecem catedrais,

Não se curvam, jamais!

De verde se vestiram,

Onde os viajores se cobriram.


Ventos e sons, dão vida.

Vida! Como dama revestida!

Povo forte, tão forte como o Sol,

Espalham grandeza na terra de escol.


Suas águas poderosas,

Serpenteando, vigorosas.

Tesouro a ser guardado,

Pelas gentes, amparado.


Somos muitos, guerreiros.

Nesta Pátria, mensageiros!

Espalhando o bem,

Uma corrente de amor, vai além!


Abraça a Terra!

Abraça a Serra!

Meu Brasil de mil faces,

Mil vozes, entrelaces!


Amor que vai,

Amor que vem e não sai!

Abraço meu Brasil!

Tu és forte! És gentil!

Presidente da Abrapec, jornalista e escritora Dirce Ruiz Braz

 

Envie seu Comentário