Nuvens ligeiras

02/12/2018 10h30 - Por: Dirce Ruiz Braz
Imagem Pixabay Imagem Pixabay

Já observaste as nuvens? Correm ligeiras pelo Céu afora. Muitas das vezes estão claras, até parecem flocos de neve, brincando vão e no percurso tomam mil formas diferentes. Estão sempre mudando ao sabor dos ventos. Às vezes com ares tenebrosos, ameaçando tempestade. Ora apresentam-se graciosas, até parecem brincar... Tomam várias formas e quando despencam em chuvas finas que convidam a um sono reconfortante, outras que mais parecem dilúvios. Quando tudo cessa, o Sol aparece e surge um belíssimo arco-íris com suas cores vibrantes.

A vida do ser humano se assemelha a nuvens, mudam constantemente... Um dia está tudo bem, outros, nuvens escuras, trovoadas e assim corre o tempo; porém, se conseguimos descortinar o véu espesso tolhendo a visão, se vai aos poucos enxergando a razão de haver os sofrimentos. Se tudo fosse fácil não haveria esforço das criaturas para se operar o progresso e o crescimento. Facilidades dificultam a marcha. Exercitar o cérebro traz sabedoria, energia, aprendizado e quanto mais se aprende mais enriquece. Ter conhecimento te capacita para seguir em frente. Bons conhecimentos!

Nunca diga: Eu não posso!

Um coração alinhado com o Amor de Deus, não entra em desespero! Somos aprendizes de um novo tempo. Ele não para! Também não retrocede! Algumas ações não dão certo, dezenas de outras são fatores de sucesso. Não lamente aquilo que não deu certo, não se apegue e segue. O mundo de hoje avançou em muitas conquistas, e a razão está naqueles que ousaram e apostaram em seus ideais. Nuvens carregadas povoaram suas mentes, induzindo-os a desistirem. Os fatos estão aí à prova, da genialidade de muitos que vieram antes e fizeram acontecer e o mundo caminha para novas descobertas. Que sejam boas para todos!

Presidente da Abrapec, jornalista e escritora Dirce Ruiz Braz

 

Envie seu Comentário