Sala do Empreendedor divulga Cases de Sucesso

06/10/2017 12h25
Assessoria Assessoria

TRÊS LAGOAS/MS - A Sala do Empreendedor do SEBRAE Regional de Três Lagoas, localizada na Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (SDE), da Prefeitura Municipal, divulgará nos próximos meses alguns Cases de Sucesso de Micro Empreendedores Individuais (MEI) locais que se formalizaram para usufruir de vários benefícios.

Siltarison Aguiar Veiga, dono do S. KBurguer, é um deles. Em aproximadamente oito meses de formalização, o empresário já está planejando sair do MEI com faturamento anual de até R$ 60 mil para ME com faturamento anual de até R$ 360 mil.

O corumbaense instalou-se em Três Lagoas para constituir família com a esposa, em 2016. Viu a oportunidade de realizar o sonho e, assim, nasceu a S.KBurguer. Com o apoio dos familiares (mãe e irmão que também mudaram para Três Lagoas) para ajudá-lo no negócio, vendeu a moto para ter seu primeiro capital e se manteve com foco e disciplina para concretizar o projeto.

"Não pensei na concorrência, mas no diferencial que poderíamos ser, já que eu poderia usar todo meu conhecimento acadêmico, a experiência em serviços anteriores em relação ao atendimento ao cliente como garçom e barman e minha apreciação a uma culinária exigente", explica.

Siltarison buscou o atendimento da Sala do Empreendedor da SDE em 08 de março de 2017 para se tornar MEI e acredita que a receita do sucesso é seu atendimento. "Nossa lanchonete é um espaço receptivo e familiar, agradável para qualquer pessoa que goste de comer bem com preço justo e ótima qualidade".

O que é MEI e ME

O Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por sua conta e se legaliza como Microempreendedor. Para se enquadrar na categoria, a pessoa deve ter como limite de faturamento anual de R$ 60 mil. O mesmo não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular e possuir no máximo um empregado com salário limitado ao mínimo vigente ou o piso da categoria.

A Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, foi a responsável por criar a possibilidade do trabalhador informal se legalizar, pagando a mensalidade de R$ 47,85 (Comércio), R$ 52,85 (Comércio e Prestação de Serviços) e R$ 51,85 (Prestação de Serviços).

Desta forma, o prestador de serviço deixa de ser informal e passa a ter CNPJ, lhe permitindo a facilidade de abrir conta bancária, contratos com órgãos públicos, financiamentos e emissão de notas fiscais, além de contar com benefício previdenciário tais como auxílio-maternidade, auxílio-doença, aposentadoria, entre outros.

Microempresa (ME) são empreendimentos que visam o lucro e que apresentam um faturamento anual de até R$360 mil. Sua formalização deve ser feita na Junta Comercial e o titular seleciona o enquadramento tributário pelo Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido.

Como se formalizar

Em Três Lagoas a Sala do Empreendedor realiza em média de 5 a 7 atendimentos com agendamento e 10 atendimentos esporádicos fora do agendamento, totalizando 60 mensais e 700 anuais.

Os empreendedores interessados em regularizar sua atividade devem procurar o SEBRAE para agendar o atendimento e assistir uma palestra com informações sobre o MEI. Em seguida o mesmo é dirigido à Sala do Empreendedor munido dos seguintes documentos: RG, CPF, Título de Eleitor, Comprovante de Residência, Comprovante de endereço do empreendimento, CEP atualizado e, caso seja declarante de imposto de renda, levar recibo da ultima declaração.

A Sala do Empreendedor funciona às segundas, quartas e sextas, das 08h às 11h.

Mais informações podem ser obtidas no telefone 3929-9873 com o Walmair Leal ou Laura Amâncio, ambos servidores da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.

Fonte: Diretria de Comunicação

 

Envie seu Comentário