Capital vai sediar 7ª Conferência Internacional de Incêndios Florestais

10/03/2018 16h56
CG Notícias CG Notícias

O prefeito Marquinhos Trad participou nesta manhã (9) da assinatura de um protocolo de cooperação com o Ibama Nacional, formalizando as intenções de apoio do Executivo Municipal para a organização da 7ª Conferência Internacional de Incêndios Florestais "Wildfire 2019", que acontecerá em Campo Grande.

O evento, que visa à preservação e uso sustentável do meio ambiente mundial, será realizado no mês de maio de 2019 pelo International Liaison Committee (comitê que envolve diversos países) e contará com a parceria da prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo – Sectur e do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e outras secretarias e autarquias.IMG_2239

Nesta sexta-feira, membros da International Liaison Committee foram recebidos pelo prefeito de Campo Grande e o Governador Reinaldo Azambuja para assinatura do documento que vai encaminhar os preparativos para a realização do evento. O ato contou também com a participação do presidente substituto do Ibama, Luciano Evaristo; do ministro da Secretaria de Governo da presidência da República, Carlos Marun e da titular da Sectur, secretária Nilde Brun.

Ao lembrar que MS fechou o ano de 2017 com o volume de queimadas acima da média, registrando mais de 7,4 mil focos, colocando Corumbá em 4º lugar no ranking mundial de maiores incidências, Marquinhos Trad falou da preocupação do Executivo Municipal em contribuir para buscar soluções que visem principalmente a preservação de incêndios na região.

"A partir do mês de julho até setembro, quando o clima se faz bastante seco, existe uma preocupação maior quanto à questão dos focos de incêndios em nossas matas e florestas. Não vamos medir esforços para que esse evento traga grandes ideias e também para que possamos apresentar toda a experiência de excelência que o nosso país tem para o combate e preservação. Sem dúvida será um momento importante para troca de experiências a fim de preservar a nossa maior riqueza que são os recursos naturais", considera o prefeito.

Em nome do comitê da organização do Wildfire 2019, o chefe do Gerenciamento de Serviço de Combate a Incêncio Florestal e Aviação dos Estados IMG_2286Unidos, Gordy Sachs agradeceu o apoio da prefeitura e do governo estadual para a realização do evento. "É muito importante esse apoio dos entes públicos para que o evento ocorra dentro do que é proposto e haja um ambiente favorável para essa troca de conhecimento durante esses dias em que estarão aqui em Campo Grande um grupo global de especialistas na área".

O representante do Ibama nacional lembrou da expertise do Brasil, que devido as suas experiências bem sucedidas se coloca a altura para sediar um evento que coloca em pauta uma discussão tão séria. "O Brasil só teve o apoio do comitê porque tem boas medidas e sabe aplicar o controle ambiental. Só é possível produzir e gerar emprego e renda em um país quando existem esses mecanismos para conservar os recursos naturais e isso o nosso país realiza com excelência. Tenho certeza que Campo Grande vai realizar um grande evento e estamos felizes pela escolha".

Carlos Marun também fez questão de enaltecer Campo Grande e o seu potencial de atrair eventos de importância. "O ato de hoje materializa a importância do que será celebrado aqui em nosso Estado. É uma honra para o Brasil sediar um encontro desta natureza. Tanto o governo federal, estadual e municipal estão empenhados em ações de preservação ambiental e, neste sentido, tenho certeza de que será um momento histórico para Campo Grande e o país".

O governador Reinaldo Azambuja também agradeceu o apoio da prefeitura para receber e dar suporte ao evento. "A conferência será possível graças a essa parceria da prefeitura com o governo estadual. Estamos envolvidos neste trabalho conjunto para discutir os impactos que os incêndios trazem às comunidades e países. O Brasil tem hoje muita tecnologia neste sentido e estamos preparados para um debate de nível na busca das melhores soluções para enfrentar essa questão".

Sobre o evento

A Conferência Internacional de Combate a Incêndios Florestais – Wildfire – vai reunir as partes envolvidas na gestão de incêndios florestais e seus campos relacionados, como silvicultura, clima e meteorologia, ecossistemas, desastres e segurança e saúde humana.

Os participantes partilharão conhecimentos e experiências sobre a metodologia de gestão de incêndios e debaterão estratégias para o reforço da cooperação internacional.

A decisão de trazer para Campo Grande o Wildfire 2019 foi tomada em fevereiro de 2016. O Wildfire acontece de quatro em quatro anos; o primeiro foi em 1989, em Boston (USA), em 1997 em Vancouver (Canadá), em 2002 em Sidnei (Austrália), em 2007 na cidade de Sevilha (Espanha) e em 2011 em Sun City (África do Sul).

CG Notícias - Com informações da Semagro

 

Envie seu Comentário