A Tribuna News

Ocorreu um erro ao tentar exibir a apresentação multimida.
27/01/2017 21h44

Como se divertir sem gastar em excesso

Tudo para ajudar você que está de férias e não sabe como aproveitar o tempo livre em sua cidade ou no destino escolhido

 
Foto em destaque: Mário Hada Foto em destaque: Mário Hada

Já pensou em tirar férias ou aproveitar o ferido gastando pouco? Tem muita coisa para fazer por um precinho camarada e até mesmo no melhor estilo "0800", ou seja, totalmente gratuita. Listamos algumas atividades para todos os gostos e o melhor, também fazem bem para o bolso. Tudo para ajudar você que está de férias e não sabe como aproveitar o tempo livre em sua cidade ou no destino escolhido. Confira algumas opções baratas para você se programar:

Parques e Praças – Toda cidade tem um belo parque ou praça e essa pode ser uma boa pedida para o final da tarde. A programação pode ser variada: praticar exercícios, andar de bicicleta ou patins, apreciar a paisagem ou ainda melhor, reunir os amigos para um piquenique com muitas delícias. Não esqueça de levar um saquinho para recolher o lixo e manter o local limpo para os próximos encontros.

Parque das Nações Indígenas – Foto:Mário Hada Parque das Nações Indígenas – Foto:Mário Hada

Localizado nos altos da Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, o Parque das Nações Indígenas é um dos principais pontos de encontro de famílias e praticantes de esportes, como corridas, caminhadas e a nova modalidade muito praticada pelo Brasil afora, o Stand Up Paddle (SUP). Ou até aquela pedalada, andar de skate ou um joguinho de futebol ou vôlei com a galera. Além de proporcionar uma das paisagens mais belas da cidade, o local preserva ao mesmo tempo o verde e o colorido dos ipês floridos, além de diferentes espécies de animais como capivaras, quatis e inúmeras aves como a coruja, quero-quero, araras, entre outras. Um lugar perfeito para aquele piquenique com as crianças.

Piquenique no Parque das Nações Indígenas – Foto:Mário Hada Piquenique no Parque das Nações Indígenas – Foto:Mário Hada

Também uma ótima pedida é o Horto Florestal, na capital, que conta com teatro de arena, playground, concha de bocha, biblioteca pública e um centro de convivência para idosos. Ótimo lugar para quem gosta de fazer caminhada ou aquela corridinha. Eventos também são realizados no local. Quer levar as crianças em um lugar tranquilo e seguro, então não perca tempo e leve a garotada para se divertir.

Horto Florestal – Foto: Bolivar Porto Horto Florestal – Foto: Bolivar Porto

A Praça Memorial do Papa, no bairro Vila Sobrinho em Campo Grande é um ótimo lugar para quem gosta de fazer atividades físicas, andar de bicicleta, skate, caminhar, correr e brincar com as crianças, com espaço generoso dá até para soltar pipa e jogar bola, um local ideal para o lazer em família.

Praça do Papa – Foto: Raquel dos Passos Praça do Papa – Foto: Raquel dos Passos

Feiras – As feiras também são lugares onde é possível gastar pouco, muitas delas estão próximas à parques então, aproveite o passeio.

A Feira da Bolívia em Campo Grande acontece no segundo domingo de cada mês, o evento já faz parte do calendário cultural campo-grandense. Traz exposições artísticas de artesãos e artistas locais, além da gastronomia e música. As crianças amam o espaço, pois são inseridas de forma natural na programação cheia de danças, músicas e teatro que encantam quem passa por ali. Acesse página da Praça da Bolívia para mais informações.

Apresentação cultural na Praça da Bolívia – Foto: Bolivar Porto. Apresentação cultural na Praça da Bolívia – Foto: Bolivar Porto.

A Orla Morena é um espaço de cultura, esporte e entretenimento, são mais de 2,5 quilômetros com pista para caminhada, skate, quadras de esportes, feira e ciclovia. Lugar ideal para a socialização dos moradores e visitantes. É palco de apresentações culturais e aulas de dança, aberto para quem quiser assistir ou participar.

Orla Morena – Foto: Bolivar Porto Orla Morena – Foto: Bolivar Porto

Cachoeiras – O contato com a água relaxa e os passeios em cachoeiras são uma ótima pedida para os dias quentes. Mas é preciso tomar cuidado, no verão o aumento de chuvas faz com que o volume de água dos rios fique mais alto e a correnteza mais forte. Informe-se antes se a visita é permitida, se a entrada é gratuita ou qual o valor cobrado e também se é necessário guia para visitar o local.

Mercados – Visitar o mercado local de frutas e verduras com tempo é uma delícia. Dá para conhecer as novidades, ouvir histórias dos feirantes, comer pastel e provar frutas diferentes. No Mercado Municipal de Campo Grande há diversos sabores da nossa terra, os pastéis fritos na hora com sabores exóticos como de jacaré, pacu, carne seca, linguiça, frango com pequi, mais de 50 sabores com preço super acessível.

Ali você também encontra artesanato, grãos, frutas, farinhas, verduras e legumes fresquinhos, doces caseiros de vários sabores, uma grande variedade de produtos naturais, condimentos e ainda faz um passeio pela história e cultura da Capital Morena. O Mercadão fica aberto das 6h30 às 18h nos dias de semana. Acesse a página do Mercadão no Facebook para mais informações. E na sua cidade tem um mercado? Que tal visitá-lo?

Centros Culturais – Aproveitar o tempo livre para ver de perto uma exposição daquele artista novo, de um pintor ou escultor que você só conhece dos livros também é uma excelente programação. Perto de você deve ter algum centro cultural ou museu com entrada gratuita, que tal aproveitar as férias para dar uma passada lá?

O Museu de arte Contemporânea de MS (Marco), localizada no Parque das Nações Indígenas, possui uma área construída de 4000m2, e dispõe de 5 salas de exposição, sendo uma com mostra permanente de obras de seu acervo e 4 salas para as mostras temporárias que compõem sua programação anual. O museu possui ainda um auditório com capacidade para 105 pessoas e uma biblioteca específica em artes plásticas, com material para pesquisa e formação de estudantes, arte-educadores, artistas e público em geral.

Bom ficar atento! Na programação de sábado e domingo está o Teatro de Férias, com peças infantis divertidas, a entrada é gratuita e deve ser retirada no local 1 hora antes da apresentação do espetáculo, que começa às 17h. Acesse a página do Marco.

Centros de Artesanato – A Praça dos Imigrantes no centro de Campo Grande é dividida em duas partes: uma com lanchonete e banheiros e outra com 30 estandes onde são vendidos trabalhos artesanais. Neste local, ainda há um minipalco que é utilizado para apresentações em dias comemorativos, como Dia das Mães, Dia do Artesão e Dia do Índio, entre outros.

Voltando à infância – O período de férias também pode ser a melhor época para relembrar brincadeiras da infância e ensinar para filhos, primos como aproveitar o tempo ao ar livre. Vale empinar pipa e brincar de futebol.

Quer descobrir outros destinos? Procure a secretaria de turismo da sua cidade ou os Centros de Apoio ao Turismo (CAT) e se informe.

Fonte: Ministério do Turismo e Assessoria de comunicação da Fundação de Turismo de MS, Raquel dos Passos

Bimboo

Editorias

Brasil&Mundo
Cidades
Política
Polícia&Transito
Economia
Vida&Saúde

Repórter News
Colunistas
Variedades
Artigos
Fotos&Eventos
Especiais

Colunistas

Inspiração
Sacadas Rápidas
Qualidade de Vida

Variedades

Cultura
Curiosidades
Histórias que ensinam
Forno & Fogão

Especiais

Agropecuária
Esportes
TV A Tribuna News
Rádio A Tribuna News
Concurso & Empregos
Estado

 
 

Copyright 2011 © A TribunaNews - Todos os direitos reservados.

Os textos aqui publicados são livres para utilização, desde que citada a fonte.

As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.


Desenvolvido por: Lobo Tecnologia&Internet