Cuidados para o verão: dicas para evitar insolação e desidratação na praia

07/01/2018 20h41
Agência Brasil Agência Brasil

O sol do verão atrai muitas pessoas aos litorais do país. Mas é importante saber que a exposição prolongada ao sol ou ficar muito tempo em locais com altas temperaturas pode causar desidratação ou insolação. A desidratação acontece quando o corpo usa ou perde mais líquido do que o ingerido. Já a insolação é mais grave, pois é a temperatura do organismo que sobe, causando perda de água e de nutrientes. A desidratação é perigosa, mas o quadro de insolação é considerado emergencial, já que se não for tratada rapidamente pode trazer danos ao cérebro, coração, rins e músculos. O coordenador substituto de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Eduardo Nilson, dá algumas dicas para evitar esses problemas.

"Evitar essa insolação principalmente no período em que o sol está mais forte. Refrescar o corpo no chuveiro se estiver disponível, no mar, no rio, onde estiver. Quanto mais tempo no sol, mais hidratação vai ser necessária, independente da idade. E tem uma atenção especial para idosos e crianças, que são muito mais suscetíveis a essa questão da própria desidratação. Um ponto essencial é o de que o melhor líquido para hidratação é a água. Melhor do que refrigerante, melhor do que cerveja, melhor do que o próprio suco. Aliás, quando se pensa em refrigerante evitar, na perspectiva do guia, evitar também a própria cerveja e outras bebidas alcoólicas porque elas naturalmente desidratam ao invés de hidratar".

No caso de insolação o primeiro passo é chamar ajuda médica emergencial. Depois disso, é importante levar a pessoa para um local fresco, ventilado e à sombra, removendo o máximo de peças de roupa possível. Também é preciso oferecer bebidas geladas, principalmente água.

Agência do Rádio Mais

 

Envie seu Comentário