Saúde capacita médicos e enfermeiros para atender pacientes suspeitos de dengue

05/12/2018 15h05
Assessoria de Imprensa Assessoria de Imprensa

A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas, por meio do Setor de Vigilância Epidemiológica do Departamento de Vigilância em Saúde e Saneamento, realizou nesta semana a capacitação de enfermeiros e enfermeiras, coordenadores das unidades de atenção básica de saúde, assim como aos médicos, que atendem nessas unidades.

A finalidade foi orientar e atualizar profissionalmente os servidores da Saúde sobre os protocolos de classificação de risco, atendimento, manejo e encaminhamento de pacientes com sintomas de suspeita de dengue, determinados pelo Ministério da Saúde. A mesma capacitação, ministrada pela coordenadora de Vigilância Epidemiológica, enfermeira Adriana Louro Spazzapan, foi direcionada à equipe de enfermagem e médicos da Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24horas.

"Foi uma atualização profissional de atendimentos e orientações práticas de procedimentos que devem ser adotados aos pacientes que apresentam sintomas de suspeita de dengue", resumiu Adriana. Além das orientações sobre os procedimentos de coleta de sangue, a enfermeira Adriana também orientou sobre o uso do chamado teste "prova do laço", como exame rápido que ajuda a identificar a fragilidade dos vasos sanguíneos e a tendência ao sangramento.

Este exame é rápido e prático e faz parte das recomendações da OMS para diagnóstico inicial dos sintomas da dengue, mas que não dispensa os devidos e apropriados hemogramas exames sorológicos do sangue do paciente com sintomas de dengue.

SINTOMAS DA DENGUE

Pacientes com sintoma de dengue devem procurar a unidade de atenção básica de saúde mais próxima de sua residência, na área de abrangência do seu Bairro, a unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) ou unidade de Estratégia de Agentes Comunitários de Saúde (EACS) ou ainda Unidade Básica de Saúde (UBS), ou seja, a unidade de atenção básica, conhecidos popularmente como Posto de Saúde.

A SMS de Três Lagoas vem orientando a população sobre a importância de procurar atendimento na unidade de saúde, logo que forem percebidos os seguintes sintomas: febre contínua de quatro a sete dias, acima de 38,5º C; manchas na pele, a partir do quarto dia de febre; dores musculares intensas; leves dores nas articulações; e sangramentos, apesar de raros, podem ocorrer; e outros.

Compete à equipe das Unidades Básicas de Saúde, por meio do médico, o encaminhamento do paciente, quando necessário, para procedimentos especializados e hospitalares.

 

Envie seu Comentário