Um pai para amar

12/08/2018 07h16 - Por:Dirce Ruiz Braz
Pixabay Pixabay

Pai de mil sons, mil ouvidos, ouve um, ouve outro, ouve todos. Pai que sorri, Pai que chora e implora aos céus por aqueles que ama. Pai que acolhe, abre os braços e num abraço fala tudo, sem dizer nada. Onde existe o amor, os elos se ligam. Para um verdadeiro Pai, um filho é um tesouro e ao longo do tempo é só passar a flanela do amor para manter o brilho, quando aparecer alguma rusga.

Quantos gostariam de ter um Pai ao lado para compartilhar e tantos outros que os tem e não dão o devido valor. O filho de hoje será um Pai amanhã... Existe sabedoria nesta frase! Portanto, amar é a palavra chave que abre todas as portas.

Respeito é tudo! Num lar, sempre deveria existir a bandeira do amor a tremular nos corações. A oração como elo de preservação.

Um filho sempre deveria dizer: Pai! Como você é importante para mim! O mesmo o Pai deveria dizer para o filho.

Deus – Nosso Pai – abre os braços e acolhe a todos no seu coração e oferece a oportunidade do perdão. O perdão dissipa as dores e os medos para a harmonização da família.

A quietude da alma é como estar sentado à beira de um riacho e ouvir o murmúrio de suas águas e a leveza da sua interminável dança.

A gratidão é um sentimento tão profundo, que nos aproxima desse Pai amoroso – O Senhor da vida!

Assim, a Associação Brasileira de Assistências Às Pessoas Com Câncer – ABRAPEC, parabeniza você Pai, pelo seu dia!

Feliz Dia dos Pais!

Parabéns!

Fraternalmente,

Presidente da Abrapec, jornalista e escritora Dirce Ruiz Braz

 

Envie seu Comentário