Copa Campo Grande de Futebol une atletas e gera solidariedade

10/04/2019 19h53
Escreva aqui a legenda da foto Escreva aqui a legenda da foto

Lançada oficialmente nesta terça-feira (9), a primeira edição da Copa Campo Grande de Futebol Amador foi marca por festa, união e congraçamento entre equipes. Com 120 partidas a competição inicia dia 27 de abril no Campo do Estrela do Sul e segue até dia 26 de agosto com as finais.

Prefeito o Marquinhos Trad, entre amigos, enfatizou a importância do esporte na infância. "Os meus melhores amigos hoje eram da minha infância e que eu jogava no Jockey Clube, no Taveirópolis, entre outros locais. E estamos hoje lançando uma copa de futebol amador e isso é muito importante, aprendemos desde cedo as regras e é o que vamos levar para essa competição, seriedade com o regulamento e diversão em campo", disse.

Com o apoio do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, o Governador Reinaldo Azambuja comentou sobre os investimentos no esporte. "Estamos com 870 escolinhas nos 79 municípios e temos que fomentar o futebol amador começando pelas bases ,e assim irão surgir os grandes nomes e também os admiradores da modalidade. Além da parceria já firmada vamos investir mais R$25 mil em equipamentos esportivos para ser distribuído entre as equipes".

Explicando sobre a competição, o diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra apresentou os campos e as equipe de cada região. "Serão 110 equipes masculinas e femininas e as competições acontecerão por região, onde o sistema será mata a mata, com eliminatória simples. Para a equipe ser campeã ela poderá perder no máximo uma partida e já nas finais. Uma competição emocionante", afirmou.

Solidariedade

Recebendo simbolicamente 3 toneladas de alimentos, a primeira-dama, e Presidente do FAC (Fundo de Apoio à Comunidade) Tatiana Trad agradeceu ao empenho de todos. "Todos nós podemos fazer um pouco pelo próximo e estamos muito felizes com a ajuda da comunidade esportiva".

Renato Silva, participante da equipe Miller Esporte, também elogiou a iniciativa de substituir o valor da inscrição por alimentos. "A organização dos jogos superou a expectativa e Campo Grande precisa usar o esporte para unir os atletas principalmente um campeonato grande como esse, e é diferente para cidade promovendo a doação de alimentos, gerando renda dos bairros e ver que tem muitas pessoas se dedicando ao esporte amador".

Ao final da festa ocorreu o congresso técnico que detalhou as regras do torneio.

CG Notícias

 

Envie seu Comentário