O Brasil tem um horizonte de oportunidades, diz Reinaldo Azambuja

12/05/2019 09h53
Fotos: Chico Ribeiro Fotos: Chico Ribeiro

O governador Reinaldo Azambuja destacou neste sábado (11.5) o desempenho e a importância da agricultura de Mato Grosso do Sul, falou dos desafios logísticos para alavancar o comércio internacional e voltou a defender as reformas conduzidas pelo governo federal. Ele participou da abertura da 55ª edição da Expoagro 2019 – a maior feira agropecuária do interior de Mato Grosso do Sul.

Para ele, a competência dos produtores brasileiros tem conferido grandes resultados de qualidade e produtividade e cabe aos governos retirar do país o atraso logístico. "De um ano para outro crescemos 360 mil hectares de área plantada, segundo a Aprosoja. A perspectiva para os próximos 10 anos é de Mato Grosso do Sul ampliar a área de agricultura em 1,5 milhão de hectares. Este crescimento de área plantada, com tecnologia e aumento de produtividade é o cenário que queremos para o Brasil", disse.

Com o objetivo de suprir os desafios logísticos, criar novas rotas de comércio e atingir novos mercados reduzindo distância e custo do transporte estão sendo feitos investimentos pesados na construção de duas rotas bioceânicas, ferroviária e rodoviária, passando por Mato Grosso do Sul. Além disso, novos terminais portuários estão em construção pela iniciativa privada em Porto Murtinho.

Reinaldo Azambuja contou que na próxima terça-feira (14.5) terá um almoço em Porto Murtinho com o presidente da Itaipu no Paraguai para tratar da construção da ponte ligando a Carmelo Peralta (PY), com previsão de conclusão em maio de 2022. A entrega da ponte irá consolidar a Rota Bioceânica Rodoviária.

Em relação às reformas estruturantes, o governador afirmou que elas são urgentes e que a da Previdência irá abrir caminho para outras, como a Tributária. "O Brasil tem um horizonte de oportunidades", disse Reinaldo Azambuja.

Já o vice-ministro de Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia, afirmou que "o grande desafio da pasta é dar segurança jurídica para o produtor rural continuar produzindo".

E a prefeita Delia Razuk destacou a importância da exposição e os diversos investimentos realizados pelo Governo do Estado em Dourados, em especial na área de infraestrutura. "O Governo do Estado tem sido um grande parceiro".

Com apoio do Estado, a Expoagro vai até 19 de maio, no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho. Realizada pelo Sindicato Rural do município, a feira tem palestras, exposições, simpósios, leilões, tendências e novas tecnologias do setor, praça de alimentação e atrações musicais.

Nesta edição, a feira conta com mais de 90 estandes e 200 expositores em uma área de 42 hectares, com o objetivo de desenvolver melhor as práticas, promover o desenvolvimento e valorizar a produção.

É uma oportunidade para os visitantes fazerem novos negócios e adquirirem conhecimentos sobre tecnologias que auxiliam o trabalho no cotidiano agrícola.

No ano passado, a Expoagro atraiu mais de 60 mil pessoas nos 10 dias de evento e movimentou mais de R$ 5 milhões em leilões. Para este ano, a organização espera seguir o mesmo ritmo e superar os resultados da edição anterior.

Prestigiaram o evento ainda o vice-governador e secretário de Estado de Infraestrutura, Murilo Zauith, os secretários estaduais Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) e Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o presidente do sistema Famasul, Maurício Saito, presidente do Sindicato Rural de Dourados, Lúcio Damália, e os deputados estaduais Barbosinha, Coronel Davi, Renato Câmara e Lucas de Lima, entre outros.

Paulo Fernandes – Subsecretaria de Comunicação

 

Envie seu Comentário